Wesley Safadão se explica após cortar 50% dos salários de sua equipe

1
Wesley Safadão reduz salário de equipe pela metade - Foto: Reprodução
Wesley Safadão reduz salário de equipe pela metade – Foto: Reprodução

Sucesso como cantor, Wesley Safadão resolveu fazer uma live de alta produção. Sendo assim, logo após o músico bater recorde de horas de transmissão, ele resolveu comentar algumas notícias polêmicas envolvendo seu nome.

+Lulu Santos anuncia Live e promete surpreender os fãs, saiba mais

Live show de alta produção

Parece que o artista entrou mesmo no clima das lives e, por meio de um palco montado nos jardins de sua casa, no Ceará, ele cantou, recebeu pedidos de fãs famosos, como Neymar, Paolla Oliveira e Ronaldo. E além disso arrecadou muitos donativos para pessoas carentes.

Wesley Safadão explica porque cortou os salários de sua equipe pela metade

Pois é, recentemente Safadão foi criticado por reduzir os salários de sua equipe pela metade. Com a agenda de shows paralisada devido a pandemia do Covid-19, o novo Coronavírus. Por isso, Wesley voltou a afirmar que nenhum membro de sua equipe ficará desamparado porque os salários pagos estão acima do mercado.

Se juntar todo mundo da minha empresa tem mais de 100 pessoas pra gente manter. Eu fui muito criticado esses dias porque eu reduzi o salário de quem trabalha comigo em 50%. Mas tem muita gente que mesmo ganhando 50% ta ganhando R$ 3 mil, R$ 5 mil, R$ 8 mil.”, explica ele a princípio.

Só que a maioria dos artistas pagam por show e se não está fazendo show, não ganha nada. Então é muito fácil falar que não vai despedir ninguém porque se não ta fazendo show não tem obrigação de pagar nada.”, afirmou por fim o artista durante a live.

Arrecadações na live de Wesley Safadão

Além disso, é bom destacar que a live transmitida pelo forrozeiro, arrecadou uma boa quantidade de alimentos e itens essenciais para pessoas necessitadas nesse tempo de pandemia por conta do novo Coronavírus. Desse modo, ao todo, foram 380 toneladas. Sendo 150 toneladas de alimentos arrecadadas durante a semana no projeto ‘W Solidário’. Em Mossoró, no Rio Grande do Norte, por exemplo, seis toneladas de comida foram entregues na comunidade Terra da Liberdade. A campanha ajudou também São Luís, no Maranhão, Teresina e a capital cearense, Fortaleza.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.